Os Descendentes de Johann Matthias Jacobi no Brasil
1728 até o presente

website de autoria de  Pedro Jacobi um descendente de Johann Matthias Jacobi



A colonização Alemã no Rio Grande do Sul e a chegada da Família Jacobi

Em 1822 o Governo Brasileiro iniciou um programa dirigido para a recrutação de imigrantes alemães. O projeto visava ampliar a colonização do Rio Grande do Sul, cercado de países hostis, vulnerável a possiveis invasões e com menos de 100.000 habitantes quase todos distribuidos em torno de Porto Alegre.

Em 1822 o Brasil enviou à Europa o major Georg Anton von Schäffer na busca de possiveis  interessados.

O momento era historicamente importante e coincide com um período de extrema dificuldades na Europa, que estava saindo das guerras Napoleônicas e de um período de fome e de grandes perdas na agricultura, causadas por  uma mini era glacial.

Para atrair imigrantes alemães o governo oferecia:

-Passagem à custa do governo;
-Concessão gratuita de um lote de terra de 78 hectares;
-Subsidio diário de um franco ou 160 réis a cada colono no primeiro ano e metade no segundo;
-Certa quantidade de bois, vacas, cavalos, porcos e galinhas, na proporção do número de pessoas de cada família
 -Dez anos de isenção de impostos
-Liberdade de culto.
-Isenção do serviço militar.


Em 25 de julho de 1824 (Data Comemorativa da Imigração Alemã no Brasil) chegou a São Leopoldo  a primeira leva de 39 imigrantes alemães. Eles vinham de navios até Porto Alegre de onde se irradiavam para as chamadas "colônias", áreas rurais em desenvolvimento.
Em muitos casos a viagem ainda era feita de barco como foi o caso de Johann Jacobi em 1863 que teve que embarcar em uma embarcação Continentista (vapor) com destino a Santa Cruz.


Gravura mostrando imigrantes alemães chegando a  Itajaí, Santa Catarina em 1885


São José do Hortêncio, onde nasceu meu avô Pedro Jacobi,  foi o terceiro município a ser colonizado no estado, por volta de 1826.

Com o tempo chegaram outros imigrantes alemães vindo de Hunsrück e do Palatinado Renano (Rheinpfalz), onde se situa a região do Reil, as margens do Rio Mosel.  Esses imigrantes, em sua maioria agricultores,  começaram a trabalhar a terra extraindo dela sua subsistência.

É desta região que  vieram os primeiros membros da Família Jacobi.

O primeiro Jacobi a chegar foi o tio de Johann o Jakob Jacobi
, em 1855. Ele chegou com a sua esposa Maria Anna Heck e se estabeleceu em Feliz/RS criando seus dois filhos.

Mais tarde, em 1863, chegou 
Johann Jacobi, o meu bisavô,  que foi viver em  Piedade do Forromeco no RS, mais tarde assimilada por Bom Princípio.  Ele era um prussiano de 22 anos quando chegou,  em 06/07/1863, vindo de Reil, Kreis Bernkastel-Wittlich, Rheinland-Pfalz,  Prússia.
A viagem de Johann Jacobi foi longa, passando pela Antuérpia, Bélgica. De lá ele chegou à Porto Alegre/RS em uma viagem de 58 dias.


Johann (João) Jacobi  chegou no Navio Clipper, remessa Steimann & Cia. Registro # 7328, folha 249. Fonte: Livro "Povoadores do Rio Grande do Sul, 1857 a 1863". Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul (AHRS). Editora EST, Porto Alegre, 2004.
Um Clipper , navio de imigrantes, do tipo que transportou o meu bisavô Johann Jacobi em 1863 da Antuérpia para Porto Alegre


Em 1873 chegou Joseph Jacobi, o irmão mais novo de Johann. Joseph criou raízes em Sapiranga no RS onde atuou como cervejeiro e casou com Caroline Dressbach.


De onde vieram os Jacobi?

Veja a pesquisa  que traça a história da migração dos primeiros Jacobi até a localidade de Reil na Prússia de onde veio o meu bisavô Johann Jacobi em 1863

Fontes:

-http://www.geologo.com.br/MAINLINK.ASP?VAIPARA=minieraglacial2019
-http://www.geologo.com.br/MAINLINK.ASP?VAIPARA=O%20que%20esperar%20do%20futuro%20pr%C3%B3ximo.

-https://en.wikipedia.org/wiki/Immigration_to_Brazil
Principal - Contate-nos
colonização alemã no RS    100